Empresa não consegue uso exclusivo da marca “racional”

Por entender que a existência de um vocábulo semelhante no nome de duas empresas não é suficiente para causar confusão entre os clientes, a 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou pedido de uso exclusivo da palavra “racional” feito por uma empresa de engenharia.
Na ação, a Racional Enge…
Fonte: ConJur