Extorsão se consuma por constrangimento, independente de resultado

Em casos de extorsão, tem-se o crime por consumado com a simples conduta constrangida da vítima, não importando que, por uma eventualidade qualquer, o agente não consiga a indevida vantagem, isto é, que a vítima não venha a sofrer dano patrimonial algum.
Com base nesse entendimento, a 9ª Câmar…
Fonte: ConJur