Grupo da Câmara derruba proposta de Moro sobre legítima defesa

O grupo de trabalho da Câmara responsável por analisar o pacote “anticrime” do ministro da Justiça, Sergio Moro, derrubou, nesta terça-feira (8/10), a proposta que dava ao delegado a prerrogativa de liberar o cidadão que cometesse o crime em legítima defesa.
Segundo a norma vigente, quem mata …
Fonte: ConJur