Juíza nega direito ao silêncio parcial e encerra a audiência aos gritos

Após o advogado afirmar que o réu só iria responder às perguntas feitas pela defesa, a juíza Emanuela Cristina, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Natal, levantou a voz, bateu na mesa e encerrou a sessão.
O registro da cena está circulando em grupos de advogados. O imbróglio ocorreu durante…
Fonte: ConJur