Juízes só poderão vender um terço de suas férias, decide CNJ

O Conselho Nacional de Justiça aprovou nesta quarta-feira (21/8) resolução para limitar a venda de férias de magistrados. A partir de agora, os juízes só podem receber indenização por um terço de suas férias. O resto, têm de tirar. A aprovação da resolução foi unânime.
CNJ segue voto da cons…
Fonte: ConJur