Livro de Janot tem reunião com Dilma, petição blefe e elogios a Jucá

Depois que o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot afirmou ter entrado armado no Supremo Tribunal Federal para matar o ministro Gilmar Mendes e depois se suicidar, aumentou a curiosidade em torno do livro de memórias de Janot, Nada menos que tudo. Esse episódio, porém, é tratado de forma…
Fonte: ConJur