Pai impede que filho use seu próprio nome para promover escritório

O advogado George Sink, que se diz famoso na Carolina do Sul, quis criar seu filho a sua imagem e semelhança — e herdeiro de seu sucesso. Deu-lhe o próprio nome, acrescido de “Júnior”, pagou seu curso de Direito na Yale, a número um dos EUA, e empregou George Sink Jr. em seu próprio escritório.

Fonte: ConJur