Para PGR, provas de ação cautelar podem ser usadas contra Cunha

Ao manifestar-se contra dois recursos do ex-deputado Eduardo Cunha, a Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, afirmou que as provas obtidas em uma ação cautelar podem ser usadas em uma ação penal contra o ex-parlamentar no âmbito da “lava jato”.
Cunha recorreu de decisões monocráticas do…
Fonte: ConJur