Reintegração é suspensa após Defensoria Pública não ser intimada

O desembargador Rômulo de Araújo Mendes, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, reafirmou a legitimidade da Defensoria Pública para intervir como “guardião dos vulneráveis”, ou custos vulnerabilis, ao suspender uma reintegração de posse que ocorreria no Gama (DF).
Desembargador reafirmo…
Fonte: ConJur