TJ-AM vê “estado de coisas inconstitucional” em Defensoria Pública

O Tribunal de Justiça do Amazonas afirmou que existe a possibilidade de ter um “‘estado de coisas inconstitucional’ no subfinanciamento da Defensoria Pública” local.
Sede do Tribunal de Justiça do Amazonas
Divulgação
A análise foi tomada em agravo interposto pelo Ministério Público est…
Fonte: ConJur