Vieira: Direitos autorais entre a sofrência e um tilintar de bolso

A cena é clássica e conhecida da internet. Em trecho de “A Felicidade não se compra” (1946), Donna Reed, vivendo a personagem Mary Hatch, se aproxima irritada de uma vitrola e quebra o disco que tocava. O meme associado à cena, em geral, é sincronizado com algum hit ou música do momento que é rep…
Fonte: ConJur